Youtubers, Influencer Digital e outros 171 Digitais

          Nesse post vou tratar de uma matéria que anda perturbando comerciantes e empresários.  São os Youtubers e Influencer Digitais.  O que são, como chegam a ter essas denominações, como ser um deles e se realmente o empresário ou comerciante irão aumentar suas vendas fazendo parcerias com eles.

          Youtuber - Em primeiro lugar vou explicar o que é um Youtuber.  Segundo o YouTube, todos que têm um canal é considerado um Youtuber.  Os canais mais populares têm como alvo a chamada Geração Z, que são os nascidos entre 1995 e 2010. Muito jovens então.  Os motivos são ser famoso, ganhar dinheiro, ensinar entre muitos outros.

          Há também os canais de empresas que seriamente divulgam sua marca, seus serviços e produtos aproveitando esse canal fantástico com excelentes resultados.

          Para ter um canal popular, com milhares ou milhões de seguidores, já uma infinidade de Youtubers publicam vídeos diariamente sobre N assuntos que alguns acabam caindo nas graças de seu público alvo, a muito jovem e dura Geração Z.

          Influencer Digital - Geralmente mulheres jovens, algumas balzaquianas que pagam social-bots, robos que multiplicam postagens, vídeos, e fazem com que uma mera desconhecida chegue rapidamente a ter entre 10K e 50K de seguidores no Instagram.  Tudo falso. Se você navegar pelo perfil, verá que ha milhares de perfis fakes de chineses, árabes e russos. Apenas uma foto e sem postagem alguma.

           É muito fácil e barato ser um Influence Digital.  Faça a seguinte pesquisa no Google: "robot para aumentar meus seguidores no Instagram". Vai encontrar várias ofertas que você irá pagar de acordo com sua disponibilidade financeira.

          Para o comerciante ou empresário é lucrativo fazer parceria com um desses Youtubers ou Influencer Digiral ?  Se você é dono de restaurante, loja de vestuário, companhia aérea etc, é claro que não será interessante pra você. Apenas para o Youtube que vai comer de graça, vestir-se de graça, hospedar-se de graça etc. Tornou-se uma verdadeira dor de cabeça para comerciantes e empresários.  

           O Golpe - Um amigo proprietário de uma ótica no bairro de Copacabana me contou que recebeu uma visita de uma moça que se intitulava Influencer Digital e que tinha milhares de seguidores no Instagram e queria que a loja em troca de divulgação lhe desse um óculos de sol no valor de R$5.000,00.  Sorte que ele não caiu nessa. 

          Tenho visto que comerciantes e empresários têm caído nessa por falta de informação. Sendo que a principal e básica em propaganda é: Qual é meu público alvo ?  Se o Youtuber é um garoto de 15 anos e seu canal tem milhares da mesma idade, de que adianta você oferecer jantar de graça durante meses a ele em seu restaurante de frutos do mar caríssimo ? NADA.  Só é bom pra ele.

          Tem poucos dias uma Influencer Digital me pediu para fazer um passeio de helicóptero de graça em troca de divulgação no Instagram. Ela tem 10k de seguidores. Mas é claro que comigo não iria acontecer. sou profissional de internet há mais de 15 anos, crio sites, campanhas e todos os tipos de bots, inclusive os que elas compram.

          Concluindo, não caiam nessa !  Costumei a chamá-los de "171 Digitais" porquê iludem com conversa boa e excelente aparência, comerciantes desinformados com promessas de aumento de vendas/lucros em troca de seus serviços e produtos. E daí, vestem´se, almoçam e jantam, hospedam-se, viajam, tudo isso de GRAÇA.  Ou às suas custas sem nenhum retorno.

          A Solução rápida segue agora:  Quando você receber um telefonema, e-mail, mensagem de texto ou a visita pessoal de um desses 171 Digitais, diga que irá antes consultar seu advogado e formalizar a parceria em um contrato onde constarão as contrapartidas como prazo, percentual de aumento nas vendas etc.  Pode estar certo que vão correr e você se livra do chato ou chata de uma vez por todas.

          Abraços,

          Antonio Sardenberg






Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...